ver novamente

Conheça a Ilha de Marajó, cenário da nova novela das seis

A novela da Globo “Amor Eterno Amor” traz para as telinhas toda a beleza do arquipélago paraense

Redação iG Viagens |

Protagonista de “Amor Eterno Amor”, Carlos (personagem de Gabriel Braga Nunes) vive na fictícia Vila das Milagres, na Ilha do Marajó – Foto: TV Globo / Alex Carvalho

Protagonista de “Amor Eterno Amor”, Carlos (personagem de Gabriel Braga Nunes) vive na fictícia Vila das Milagres, na Ilha do Marajó – Foto: TV Globo / Alex Carvalho

Depois das belas paisagens do Rio Grande do Sul, exibidas no folhetim “A Vida da Gente” , da Rede Globo, o Pará é o destino escolhido para ser cenário da nova novela das seis. Em “Amor Eterno Amor”, que estreia segunda-feira (5), os telespectadores poderão conferir as belezas da Ilha de Marajó, localizada na foz do rio Amazonas.

- Guia de viagem: O essencial de Belém do Pará

Carvalho Marajó guarda o maior rebanho de búfalos do Brasil - Foto: TV Globo / Alex

Carvalho
Marajó guarda o maior rebanho de búfalos do Brasil – Foto: TV Globo / Alex

Na trama, é neste arquipélago, o maior fluviomarítimo do mundo, que está localizada a fictícia Vila dos Milagres, terra do domador de búfalos Carlos (personagem de Gabriel Braga Nunes). Para quem está estranhando a profissão do protagonista, vale uma informação: Marajó guarda o maior rebanho de búfalos do Brasil. Os animais podem ser vistos em manadas nas planícies, mas também nos quintais das casas ou pastando pelas ruas da cidade. Ao vê-los, não se assuste, eles são tranquilos como a ilha.

 

Os búfalos são uma das particularidades de Marajó, mas não a única. A começar por suas dimensões: a ilha principal tem cerca de 50 mil km2 (é maior do que o Estado do Rio de Janeiro), 16 municípios e mais de três mil ilhas e ilhotas. O destino também foi abençoado por uma beleza natural exótica. Por aqui, o visitante encontra praias de água salobra, com areia clara e vegetação típica de mangue completando a paisagem. Nos passeios de barco, atravessa-se manguezais por rios e igarapés. Em algumas épocas do ano é possível ainda assistir à “pororoca”, a elevação das águas no encontro do Rio Amazonas com o oceano Atlântico, que forma ondas de 3 a 6 metros de altura.

- Leia também: Círio de Nazaré, por dentro da maior festa religiosa do Brasil

 

Família passeia pela praia do Pesqueiro, na Ilha do Marajó - Foto: AE

Família passeia pela praia do Pesqueiro, na Ilha do Marajó – Foto: AE

Os dois principais municípios de Marajó, separados pelo Rio Paracauari, são Salvaterra e Soure, sendo este último a capital da ilha. É lá que está a melhor estrutura turística da região, com pousadas, restaurantes, agência bancária e cyber café. Ali, o turista pode apreciar a rica culinária marajoara, farta em peixes, queijo e carne de búfalo, e festas locais embaladas por ritmos da região norte, como o carimbó e o lundu. As praias do Pesqueiro e Barra Velha são populares entre turistas e moradores locais. Em Salvaterra há também outras belas praias, com destaque para a vila de Joanes, com suas ruínas jesuíticas.

Com paisagens exóticas e belas, a novela deverá despertar a atenção dos espectadores para as belezas da ilha. E, se quiser aproveitar a tranquilidade do local, é bom planejar logo a sua viagem.


Melhor época para ir:

A rica biodiversidade marajoara, suas praias de água salobra e sua culinária baseada na carne de búfalo e no queijo de búfala são vigorosas e atraentes o ano todo. Contudo, para evitar o inconveniente de chuvas constantes, o ideal é visitar a ilha na época de estiagem (junho a dezembro).


Como chegar:

Para quem está sem carro, é preciso pegar um barco do Porto 10, em Belém. São duas saídas diárias (aos domingos apenas uma) com destino à Ilha de Marajó (e de Marajó saem duas, uma aos domingos, com destino a Belém). A viagem dura 3 horas e o barco atraca no Porto da Foz do Rio Camará. No porto há vans e ônibus que levam a Soure (meia hora por terra e balsa) e Salvaterra (meia hora de van ou ônibus). As vans costumam deixar os passageiros à porta do hotel. Quem vai de carro, deve pegar a balsa que parte em Icoaraci, a 20 km do centro, para Porto Camará. As saídas são pela manhã.

Escolha seu próximo destino

Notícias Relacionadas


iG Viagens no Facebook

Comentários (0)

Antes de escrever seu comentário, lembre-se:o iG não publica comentários ofensivos, obscenos, que vão contra a lei, que não tenham o remetente identificado ou que não tenham relação com o conteúdo comentado. Dê sua opinião com responsabilidade!

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *