ver novamente

Desbrave as praias do sul da Bahia de carro

A opção é a melhor forma de não perder nenhum recanto escondido na rota que passa por Porto Seguro, Itacaré e Ilhéus

Paola Deodoro , especial para o iG |

34

Localize-se na rota do Sul da Bahia – Foto: Arte iG

O sul da Bahia concentra um belo número de paraísos à beira-mar, onde o encontro do oceano e da vegetação faz bater mais forte o coração de quem passa por ali. Mas essa não é a única justificativa para pegar o carro e desbravar as praias e estradas que dão início ao Nordeste brasileiro. Trilhar esse caminho é uma chance de se aproximar da maneira mais íntima possível do processo de formação do nosso País.

Para facilitar essa aula de história, dividimos o roteiro em quatro partes – da maneira como as regiões são localmente conhecidas: Costa das Baleias (da Praia dos Lençóis, em Mucuri, até a Ponta do Corumbau), Costa do Descobrimento(de Caraíva a Belmonte), Costa do Cacau (entre Canasvieiras e Itacaré) e Costa do Dendê (a partir de Maraú até Valença). O trecho, que soma 648 km no total, atende a todo o tipo de turista: aquele que quer enfrentar trilhas para descobrir paraísos quase desertos, o que gosta de esportes radicais, o que pretende se deliciar com a culinária local (farta em frutos do mar), o que aprecia igrejas, festas regionais e monumentos históricos ou simplesmente o que está disposto a aceitar o convite da natureza para deitar à sombra de um coqueiro, olhando para o mar.

Como o acesso às praias mais surpreendentes é feito por estradas de terra, o ideal é evitar o período de chuvas na região, de março a julho. Em todo o restante do ano, a Bahia é garantia de sol e água quentinha, onde quer que você esteja.

 

 

O passeio pode começar por uma das praias de mais difícil acesso do Nordeste, Cumuruxatiba (são 34 km de estrada de terra para chegar até lá), saindo do município de Prado , no centro da Costa das Baleias . A região, que também conta com a bela Ponta do Corumbau , é famosa pelo rio Caí, onde no dia 23 de abril de 1500, Nicolau Coelho, capitão da esquadra de Pedro Álvares Cabral, desceu em terra para se abastecer de água doce e foi o primeiro homem branco a ter contato com os índios locais. Desta área também se tem uma vista privilegiada do Monte Pascoal – a primeira porção de terra brasileira avistada por Cabral.

35

Tranquilidade à beira-mar em Caraíva – Foto: Divulgação

Seguindo rumo ao norte, você chegará na Costa do Descobrimento por Caraíva . O local é um dos points mais procurado atualmente por quem está em busca de destinos rústicos – um pequeno vilarejo de pescadores, com uma população acolhedora, instalações simples e visual deslumbrante. Por ali você poderá conhecer a Praia do Espelho , que está sempre no topo do ranking das mais bonitas do Brasil, eTrancoso , destino que virou febre entre as celebridades internacionais, mas que mantém seu charme e sua discrição em períodos menos festivos do ano. É inevitável não se encantar com o Quadrado, a praça central da cidade, emoldurada por casas coloridas e vigiadas por uma igrejinha branca ao fundo, de onde saem as procissões das festas regionais, muito comuns na cidade. Mas a movimentação por ali só começa depois das 16h – antes disso está todo mundo na beira da praia.

Para mudar totalmente de perfil, você pode visitar os badalados destinos de Arraial D’Ajuda e Porto Seguro . Embaladas pelo ritmo do axé, essas cidades se tornaram os destinos preferidos das viagens de formatura dos alunos do Ensino Médio, que demonstram animação dia e noite. Até os anos 1970, esses locais eram ocupados exclusivamente por hippies e aventureiros em busca de destinos inexplorados.

Depois de Porto Seguro, passe pela histórica Santa Cruz Cabrália , com sua encantadora praia deCoroa Vermelha e por Belmonte , com a praia de Mojiquiçaba, um ótimo point de surf (não esqueça de consultar a tábua das marés para conferir se tem ondas) e onde deságua o rio Jequitinhonha, no fim da Costa do Descobrimento.

37

Em Itacaré, visite o Centro de Recuperação do Bicho Preguiça – Foto: Divulgação

Já a Costa do Cacau começa por Una , de onde é possível partir para a Ilha de Comandatuba , um elegante resort com 21 km de praia, cada vez mais procurado por turistas do mundo inteiro. É ali também que está instalado o Ecoparque de Una, um complexo ecológico construído por meio de passarelas suspensas, que aproximam os visitantes da biodiversidade do local.

Mas as grandes atrações desta costa estão entreIlhéus e Itacaré . Na primeira, considerada cidade-símbolo de Jorge Amado, estão as principais referências baianas que o Brasil conhece por meio de seus romances. Pelas estradas de Ilhéus dá para ver os telhados pontiagudos das fazendas de cacau. E para os mais curiosos, é possível visitá-las, acompanhar a colheita, o beneficiamento das amêndoas e ainda ter uma aula sobre fabricação de chocolate artesanal – e o melhor – com direito a degustação.

A cidade também abriga diversas reservas ecológicas, incluindo o Centro de Recuperação do Bicho Preguiça (BR-415, km 22, Rodovia Ilhéus / Itabuna. Tel.: (73) 3214-3014) , instalado no mesmo espaço que já foi ocupado pelo projeto que salvou da extinção o mico-leão baiano. Por lá também está a Lagoa Encantada (km 14 da estrada Parque Ilhéus-Itacaré) , área de proteção ambiental com um espelho d’água de 6,4 km² com ilhas flutuantes que se movem de uma margem a outra da lagoa, criando um espetáculo natural fascinante.

Esta costa termina em Itacaré , com uma alta concentração de praias paradisíacas, como a Praia da Concha , Tiririca , Jeribucaçu , Itacarezinho e Barra do Sargy . Aqui você vai tirar ainda mais proveito de estar de carro, pois as praias são longe umas das outras e você vai querer conhecer todas. A praia de Hawaizinho é bem pequena e deserta. Com um pouco de coragem dá até para fazer topless escondido.

38

Praça na pacata Morro de São Paulo – Foto: Divulgação

A última parte da viagem começa na Costa do Dendê , a partir da região de Maraú . A Cachoeira do Tremebé, que desemboca nas águas do rio Camamú e tem acesso de barco, subindo o rio Maraú, é uma das principais atrações da região. Mas quem chega por aqui provavelmente está no caminho para a ilha de Barra Grande, para onde se vai de barco ou lancha rápida, por Camamú (deixe o carro estacionado na cidade para chegar até a ilha). Ao sul de Barra Grande , na área dos Taipús, está a grande atração do local: as imensas piscinas naturais que se formam na maré baixa entre os recifes de corais.

Apesar das inúmeras praias que completam a orla até o final da costa, vale mais a pena seguir pela BA-650 e ir direto a Valença , de onde saem os barcos para as ilhas de Morro de São Paulo e Boipeba . Aqui você também terá de deixar o carro em um dos estacionamentos da cidade e seguir de barco. O ideal é escolher uma das ilhas para se hospedar – Morro de São Paulo é maior e mais badalada, já Boipeba é mais rústica e preservada – e circular entre elas nas embarcações que saem pela manhã e voltam ao final do dia.

Escolha seu próximo destino

Notícias Relacionadas


iG Viagens no Facebook

Comentários (0)

Antes de escrever seu comentário, lembre-se:o iG não publica comentários ofensivos, obscenos, que vão contra a lei, que não tenham o remetente identificado ou que não tenham relação com o conteúdo comentado. Dê sua opinião com responsabilidade!

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *